Ocorreu um erro neste gadget

Vídeos recentes

Loading...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Viagem de divulgação da Fazenda da Esperança VII

E por fim, e não menos importante, nos encontramos com o Arcebispo de Nampula, Dom Tomé que também se interessou e deu total apoio ao trabalho desenvolvido pela fazenda.

Por todos os lugares que passamos, pudemos sentir realmente um amor recíproco, pois fomos com o intuito de divulgar a fazenda e levar a esperança, e ao mesmo tempo recebemos muito amor e também a esperança de novas fazendas, Talvez no futuro não vejamos muito resultado do trabalho que desempenhamos nos dias de hoje, mas temos o sentimento de dever cumprido e a certeza de que Deus está a trabalhar providenciando todo o necessário para atender as necessidades de cada filho seu.

Viagem de divulgação da Fazenda da Esperança VI

De volta á estrada, agora com destino a Nacala, terra de Dom Germano, que é bispo local e por acaso conhecemos em Maputo, logo que chegamos do Brasil. Fomos muito bem recebidos, mais uma vez, ele insistiu para que ficássemos com ele, e também fez questão de pessoalmente nos mostrar alguns trabalhos desenvolvidos pela sua diocese, como duas escolas, uma de ensino básico e outra de ensino médio. Também um centro profissionalizante e outro de agricultura, além de um hospital maternidade.

Viagem de divulgação da Fazenda da Esperança V

Domingo haviam duas missas em locais distinos, porém no mesmo horário, portanto nos dividimos em dois grupos para participar e levar a mensagem da esperança a todos, através de nosso testemunho. Em ambas as igrejas fomos muito bem recebidos, tanto pelos padres locais, quanto pelos fiéis. Alguns até nitidamente se espantaram ao ver o testemunho de um de nós, outros vieram conversar em particular para ter mais informações sobre a fazenda. Enfim pouco a pouco lançamos nossas sementes que encontram terreno fértil pelo caminho.

Viagem de divulgação da Fazenda da Esperança IV

Enfim chegamos a nosso destino, 2 dias após nossa partida. Pe. Aristides nos hospedou na Universidade Católica. Nos encontramos com o Bispo Dom Ernesto, que nos recebeu muito bem. Levamos a mensagem da fazenda, declarando unidade com a Igreja Católica, e, em contrapartida recebemos o convite de atuar em uma comunidade próxima, onde já existe um projeto para um santuário eucarístico. Tamanha foi nossa surpresa que nos prontificamos a visitar o local e conhecer a estrutura. Enfim, fomos com a proposta de divulgar nosso trabalho e providencialmente surge a oportunidade de uma nova fazenda em terras moçambicanas.

Viagem de divulgação da Fazenda da Esperança III

O mais interessante era ver a reação das crianças e pessoas que não são acostumadas a ver Muzungos (brancos) com frequência. Alguns ficavam paralizados a ponto de pararem oque estavam fazendo e fitarnos com os olhos até nos perder de vista.


Viagem de divulgação da Fazenda da Esperança II


Por todo o percurso, pista simples de mão dupla, muitas vezes sem marcação no asfalto, e algumas vezes, sem asfalto. Não há disk emergência como conhecemos, muitas vezes tinhamos que diminuir e muito a velocidade devido ao trânsito, que era o mais diversificado possível. Aqui não há rodoviárias, e sim pontos de "chapa" como são chamadas as lotações. Uma multidão de pessoas e vendedores em cada parada que faziam de tudo para que comprássemos o que quer que fosse, desde castanhas, refrescos, carrinhos de brinquedo, etc...

Viagem de Divulgação da Fazenda da Esperança I

19/08/10 Quarta-feira Saimos de Dombe e iniciamos nossa viagem para divulgar a Fazenda, com destino final a Pemba, 1600km de distância rumo ao norte do país, onde o Pe. Aristides nos esperava. Sabíamos que seria uma viagem longa, difícil e perigosa, devido a má condição das estradas e a falta de socorro em caso de algo mais grave. Mas tinhamos no coração que era algo que havia de ser feito, as dificuldades fazem parte de toda e qualquer missão, ou seja, sabíamos que era de se esperar o inesperado.